Patologias Consequentes de Falta ou Má Execução de Impermeabilização

Main Article Content

Felippe Ferreira da Silva Thaís Magno da Silva Miranda

Resumo

A impermeabilização é uma etapa primordial durante a fase de construção de um empreendimento, porém, vem sendo relegada e na maioria das vezes por diminuição de custos, além de erros durante a execução devido à falta de mão de obra especializada. Em virtude disso, há ocorrências de inúmeras falhas presentes nas construções que acabam acarretando em manifestações patológicas e os custos de reparo acabam sendo bem maiores do que se fosse executado na obra. O termo patologia é utilizado na construção civil para se referir sobre condições anormais que possam surgir nas edificações. No presente trabalho, as patologias abordadas são consequentes da falta ou má execução de impermeabilização, que na maioria dos casos é por conta da umidade, que vai gerando problemas consecutivos, podendo ser estéticos e até mesmo colocando em risco o desempenho estrutural do imóvel. Por fim, existem certos componentes que mitigam ou evitam essas patologias e qualquer falta de planejamento pode influenciar no desempenho da impermeabilização e, consequentemente, o resultado final da obra.




 


 


 

Article Details

Como Citar
DA SILVA, Felippe Ferreira; MIRANDA, Thaís Magno da Silva. Patologias Consequentes de Falta ou Má Execução de Impermeabilização. Boletim do Gerenciamento, [S.l.], v. 34, n. 34, p. 49-59, fev. 2023. ISSN 2595-6531. Disponível em: <https://nppg.org.br/revistas/boletimdogerenciamento/article/view/610>. Acesso em: 16 jul. 2024.
Seção
Artigos