Uso da Argamassa Polimérica na Recuperação Estrutural

Main Article Content

Gabrielle Brito Oliveira Laís do Amaral Alves

Resumo

O concreto armado é um dos materiais mais utilizados na construção civil desde o século 20. Por esse motivo a cada dia há mais investimento em formas de recuperar estruturas em concreto armado, visto que, apesar de resistente, sofre alterações em sua estrutura e resistência devido a ações climáticas, falhas em projeto no decorrer dos anos. Como em qualquer estrutura, é necessária manutenção, nesse cenário surge a argamassa polimérica que é própria para reparos no concreto, com resistência equivalente e funções mecânicas, trazendo praticidade e qualidade para as obras de recuperação estrutural. No presente estudo de caso, vemos o processo de recuperação dessas estruturas através dessa nova técnica dominada e mais utilizada em países da Europa e que vem sendo explorada no Brasil recentemente, como é o caso da reforma do Edifício Lúcio Costa, localizado no centro da cidade do Rio de Janeiro, mais conhecido como “banerjão” onde será instalada a nova sede da Alerj. O edifício possui mais de 50 anos, sua fachada estava deteriorada em muitos pontos, armaduras aparentes, então, visando à recuperação do mesmo com vistas à nova utilização, foi estabelecido um projeto de recuperação estrutural, utilizando a argamassa polimérica própria para reparo de concreto. O resultado foi satisfatório e é apresentado nesse artigo como forma de inteirar os profissionais que se interessem por inovação no ramo da construção civil.

Article Details

Como Citar
OLIVEIRA, Gabrielle Brito; ALVES, Laís do Amaral. Uso da Argamassa Polimérica na Recuperação Estrutural. Boletim do Gerenciamento, [S.l.], v. 8, n. 8, p. 56-64, fev. 2020. ISSN 2595-6531. Disponível em: <https://nppg.org.br/revistas/boletimdogerenciamento/article/view/412>. Acesso em: 04 abr. 2020.
Seção
Artigos