Avaliações de desempenho na Era BIM e os desafios da requalificação energética de edifícios

Main Article Content

Alline Miller Sousa Karoline Vieira Figueiredo

Resumo

Diante da necessidade de testes de desempenho para avaliar a eficiência energética das edificações, muitas ferramentas foram criadas ao longo dos anos. Porém, essas ferramentas sempre foram voltadas para análises em etapas avançadas de projeto ou após a construção. Com a implementação da metodologia BIM (Building Information Modeling), os métodos de simulação de desempenho ganharam muitas funcionalidades, se adequando à lógica da nova tecnologia. Apesar de ser um termo conhecido, muitos profissionais da indústria da Arquitetura, Engenharia Civil e Construção (AEC) entendem o BIM como ferramenta de desenho e não como uma metodologia de trabalho. Visando auxiliar os profissionais que têm interesse em incorporar as simulações de desempenho em seu processo de projeto, este trabalho explorou conceitualmente as características incorporadas pelo BIM às ferramentas de avaliação de desempenho, comentando seus usos, vantagens e limitações. Uma vez que as áreas de reabilitação e requalificação energética de edifícios tendem a crescer com as novas demandas de desempenho, o escopo desse trabalho foi ampliado para comentar algumas especificidades que essas novas áreas trazem em relação às avaliações de desempenho energético.   


 

Article Details

Como Citar
SOUSA, Alline Miller; FIGUEIREDO, Karoline Vieira. Avaliações de desempenho na Era BIM e os desafios da requalificação energética de edifícios. Boletim do Gerenciamento, [S.l.], v. 8, n. 8, p. 10-22, fev. 2020. ISSN 2595-6531. Disponível em: <https://nppg.org.br/revistas/boletimdogerenciamento/article/view/407>. Acesso em: 04 abr. 2020.
Seção
Artigos