Métodos ágeis em ambientes criativos: Casos múltiplos em escritórios de arquitetura

Main Article Content

Marina Anjo Dipré

Resumo

Os escritórios de arquitetura fazem parte de um ambiente profissional que, historicamente, privilegia a criatividade e a técnica, e desmerece a cultura de gestão profissional, função essa muitas vezes delegadas para outras profissões consideradas menos criativas. Essa prática acaba por tornar a rotina de projeto ineficiente, e com isso, por dificultar o sucesso dos escritórios, que acabam se destacando apenas pelo serviço arquitetônico em si. O objetivo desse artigo foi analisar a importância de se possuir uma metodologia técnica no gerenciamento de projetos. Buscou-se relacionar a falta de metodologia com as principais falhas existentes durante a gestão de projetos, procurando descobrir se um inadequado gerenciamento poderia contribuir para a incidência das mesmas. A coleta de dados em campo utilizado para obter respostas consistiu na aplicação de um questionário eletrônico, elaborado a partir da observação dos principais problemas nos escritórios. Cinco gerentes de projetos responderam ao questionário e, após a análise dos dados, identificou-se que se os escritórios possuírem uma metodologia de gerenciamento assertiva, os principais problemas relacionados com a gestão do tempo, da informação e do custo são minimizados. Conclui-se que os gerentes de projetos podem investir recursos e tempo na implementação de novas metodologias que auxiliem o gerenciamento profissional para garantir uma maior otimização do tempo e do custo, além de demonstrar maior profissionalismo para o cliente.


 



Article Details

Como Citar
DIPRÉ, Marina Anjo. Métodos ágeis em ambientes criativos: Casos múltiplos em escritórios de arquitetura. Boletim do Gerenciamento, [S.l.], v. 7, n. 7, p. 50-58, jun. 2019. ISSN 2595-6531. Disponível em: <https://nppg.org.br/revistas/boletimdogerenciamento/article/view/203>. Acesso em: 23 set. 2020.
Seção
Artigos