Bambu - Impacto Ambiental como sequestrador de gás carbônico

Main Article Content

Karolina M Poznyakov Carina Mariane Stolz Eduardo Qualharini

Resumo

Uma das questões mais prementes enfrentadas pela humanidade hoje está relacionada às Mudanças Climáticas Globais, abrangendo fenômenos como chuvas ácidas, a degradação da camada de ozônio, a emissão de gases do efeito estufa e o aumento da temperatura do planeta. Esses desafios são verdadeiramente globais, como sugere o próprio nome, afetando diversos setores da sociedade que precisam reconhecer a importância do problema e adotar mudanças significativas em seus padrões de consumo e comportamento. Um exemplo notável é o setor da construção civil, que é responsável por uma impressionante parcela de 79% das emissões de gases do efeito estufa, incluindo CO , CH , CHCs e
24
N2O, entre outros poluentes. No contexto das mudanças climáticas e do aquecimento global, a capacidade de sequestrar carbono (CO2) desempenha um papel crucial. Nesse sentido, o bambu emerge como uma alternativa altamente promissora. O bambu é reconhecido como um material sustentável e ecologicamente correto, caracterizado por sua capacidade de renovação, flexibilidade, adaptabilidade e versatilidade. Além disso, o bambu é especial por sua leveza e resistência. O uso do bambu não apenas implica um baixo impacto ambiental em seu processo de produção, mas também contribui positivamente para o meio ambiente, atuando efetivamente na captura de carbono, o que ajuda a mitigar o efeito estufa e reduzir as emissões de gases poluentes. Este artigo apresenta a eficiência do bambu no sequestro de gás carbônico através de abordagem qualitativa e quantitativa no levantamento de artigos, referências bibliográficas seguidos da interpretação dessas informações.

Article Details

Como Citar
M POZNYAKOV, Karolina; MARIANE STOLZ, Carina; QUALHARINI, Eduardo. Bambu - Impacto Ambiental como sequestrador de gás carbônico. Boletim do Gerenciamento, [S.l.], v. 38, n. 38, out. 2023. ISSN 2595-6531. Disponível em: <https://nppg.org.br/revistas/boletimdogerenciamento/article/view/1044>. Acesso em: 01 mar. 2024.
Seção
Artigos