Diretrizes para a sustentabilidade em obras de reabilitação e reforma

Main Article Content

Carla Mota Eduardo Linhares Qualharini

Resumo

A construção civil é um dos mais importantes setores da economia brasileira. Seu mercado se divide, basicamente, em duas vertentes distintas: a realização de novas obras – sejam elas de infraestrutura ou de edificações – e a realização de reabilitações.


Enquanto, no ramo de novas obras já existe uma estrutura profissional especializada envolvida, as obras de reforma e reabilitação são executadas, em sua maioria, sem o aparato de gestão e planejamento adequados. Além disso, a utilização de técnicas construtivas para intervir nestes imóveis nem sempre são aliadas ao partido arquitetônico, aos sistemas existentes e práticas compatíveis com os materiais utilizados quando de sua construção. Para tanto, o presente artigo tem o objetivo de pontuar e criticar as boas práticas e apresentar diretrizes para a sustentabilidade de obras de reabilitação e retrofit.

Article Details

Como Citar
MOTA, Carla; QUALHARINI, Eduardo Linhares. Diretrizes para a sustentabilidade em obras de reabilitação e reforma. Gestão e Gerenciamento, [S.l.], v. 1, n. 2, p. 19 - 25, apr. 2018. ISSN 2447-1291. Disponível em: <http://nppg.org.br/revistas/gestaoegerenciamento/article/view/10>. Acesso em: 10 dec. 2018. doi: https://doi.org/10.17648/nppg-gestaoegerenciamento-2447-1291-10.
Seção
Artigos